terça-feira, 30 de julho de 2013

Como Calcular o Seguro Desemprego

Como Calcular o Seguro Desemprego
O seguro desemprego é um benefício que o trabalhador recebe ao se demitido de seu emprego, de modo que possa manter seu padrão de vida por determinado tempo, ou até que encontre um novo emprego. O cálculo feito para as parcelas do seguro desemprego está de acordo com o valor recebido em salário pelos três meses que antecedem a rescisão do contrato, podendo ainda ser pago em parcelas que é equivalente ao período de recebimento do seguro desemprego.


Calculando o Seguro


O cálculo é feito baseado em uma tabela, que pode ser consultada através da internet, esta tabela varia de acordo com os avanços do país em questões trabalhistas, como aumento de salários. A quantidade de parcelas também será de acordo com o tempo em que o cidadão permaneceu ativo dentro da empresa e a cada parcela paga, toda a documentação é revisada, garantindo o pagamento ao trabalhador enquanto este se encontra desempregado.

Na tabela constam as exatas informações do que deve ser feito para calcular o valor do seguro desemprego, com estimativas de salários e a porcentagem a qual deve sr multiplicada, sendo o valor de até mil e noventa reais, o salário deve ser multiplicado por 0.8 (equivalente a oitenta por cento); de mil e noventa reais a mil e oitocentos reais o cálculo é multiplicado por 0.5 (equivalente a cinquenta por cento) e somado por oitocentos e setenta reais; já os salários acima de mil e oitocentos reais, as parcelas são no valor de mil e duzentos reais, sem a necessidade de efetuar cálculos.


Procurando um Contador



Ao recorrer a tabela exibida online em vários sites, não há a necessidade de recorrer a um profissional para que calcule o valor das parcelas do seguro desemprego, a menos que queira garantir um resultado do valor exato. Ainda na internet estão disponíveis calculadoras que exigem somente o valor do salário pelos últimos três meses e o período de meses trabalhados na empresa para que a conta seja efetuada exibindo a quantidade de parcelas e o total a ser recebido, na tabela atualizada pelo Ministério do Trabalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário